PRAZER: SEGUNDO NÍVEL DA FELICIDADE

prazer

Tempo de leitura: 4 minutos |

O primeiro nível de felicidade é a aceitação. Dizer sim para a vida e aceitar aquilo que não pode ser mudado trará paz.

O segundo nível da felicidade é o prazer

Embora muitos percam essa chance, é completamente possível aprender a ter prazer naquilo que estamos fazendo no momento. Você sabia que o maior conflito dos executivos da atualidade é saber equilibrar o tempo profissional e pessoal, trabalho e família?

O problema não está no tempo que você passa com seus filhos ou trabalhando, pois muitas vezes temos fases em nossas vidas que podemos curtir um pouco mais a família ou precisamos nos dedicar mais ao trabalho.

Na verdade, o problema está na qualidade desse tempo, em perder a chance de ser feliz em cada situação. Muitos executivos estão trabalhando pensando que deviam estar com os filhos, e o pior, quando estão com as crianças se sentem culpados por não estar trabalhando.

Quando estiver trabalhando: trabalhe. Quando brincar com seus filhos, brinque de verdade, role no tapete, dedique atenção total ao momento presente.

O segundo nível nos ensina a ter prazer em cada passo que damos em nossas vidas. Então, se estiver caminhando num parque, escute os pássaros, olhe para a beleza das flores, das árvores, viva!

Ao aproveitar cada momento de sua vida como se ele fosse único, e na verdade ele é, você passa a ter prazer no que faz. A alegria de ser e de existir vem à tona.

Isso porque você não julga o momento, acalma os pensamentos, ou na melhor das hipóteses, silencia-os, começa a viver, ter prazer e ser feliz de verdade.

Dica: pare de reclamar do que não tem, agradeça o que já tem e dê o melhor de si para conseguir o que quer. Viva o presente, agradeça por poder estar vivo para experimentá-lo e passe a sentir prazer na vida.

Este foi o segundo dos três níveis da felicidade. Seja feliz, agora!

Foto de Gustavo Fring no Pexels

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.